Trump visita o papa e ganha a Laudato Si de presente

trump-papa2O presidente dos EUA, Donald Trump, se reuniu nesta quarta-feira (24) com o papa Francisco no Vaticano. Após cumprimentos tensos, os dois líderes pareciam estar mais relaxados após conversa em particular por cerca de 30 minutos. Francisco pediu a Trump que aja como um pacificador no mundo. “Não irei me esquecer do que você disse”, respondeu o líder norte-americano. O republicano presenteou Francisco com uma caixa com livros de Martin Luther King. “Acho que você vai gostar deles, espero que goste”, disse. Já o papa deu a Trump uma pequena escultura de uma oliveira e disse que aquele era um símbolo da paz. “Espero que você se torne uma oliveira e construa a paz”, disse o papa em espanhol, sendo traduzido por um intérprete. “Podemos usar um pouco de paz”, respondeu Trump. O americano também recebeu e prometeu ler dois textos de Francisco sobre paz e proteção ambiental [um deles, a encíclica Laudato Si, na qual o papa apresenta o descanso dominical como uma das soluções para o problema do aquecimento global]. O presidente estava acompanhado da primeira-dama, Melania Trump, de sua filha mais velha, Ivanka, e de outros membros da delegação do governo dos EUA. Foi a primeira vez que Trump e o papa se encontraram.

No passado, o pontífice fez críticas à retórica belicosa do republicano. Em maio deste ano o papa disse “sentir vergonha da mãe de todas as bombas”, nome dado ao explosivo mais potente do arsenal não nuclear dos EUA, usado pelo governo Trump para atacar terroristas no Afeganistão. No ano passado, durante a campanha eleitoral nos EUA, Francisco criticou a proposta de Trump de construir um muro na fronteira com o México. Ele disse na época que “buscar salvadores que nos defendam com muros é perigoso”. Com a ida ao Vaticano, o presidente norte-americano encerra seu giro pelos centros das três principais religiões monoteístas – ele passou nos últimos dias pela Arábia Saudita, onde se reuniu com líderes islâmicos, o por Israel. […]

(Folha.com)

trumpNota: Segundo matéria publicada no portal G1, Trump afirmou ter saído da audiência com o papa “mais determinado do que nunca a buscar a paz”. “Honra única na vida encontrar Sua Santidade o papa Francisco. Deixo o Vaticano mais determinado do que nunca a buscar a paz em nosso mundo”, escreveu Trump em seu Twitter. Nada como interesses comuns para fazer com que dois líderes antes discordantes se tornem aliados. E bastante significativo o presente do papa ao presidente norte-americano. Quem sabe, lendo a Laudato Si, Trump se converta no novo defensor do ECOmenismo. Afinal, ele já mudou de opinião tantas vezes em tão poucos meses de governo… [MB]

Assista a um vídeo de Filipe Reis, que faz um bom apanhado das notícias relacionadas com a recente viagem de Trump:

E aqui um recado de Leandro Quadros, para ajudar a equilibrar o assunto:

Anúncios