Raízes da nossa história

Edegar-LinkSendo descendente de uma das famílias adventistas mais antigas de Santa Catarina, Edegar Link cresceu ouvindo relatos da avó materna sobre o início da igreja na região. Isso despertou nele o interesse em conhecer mais sobre a chegada do adventismo ao Brasil. Porém, ele se deparou com uma dificuldade que a maioria dos interessados no tema enfrenta até hoje: a escassez de publicações na área e a limitação das pesquisas existentes, boa parte delas proveniente de fontes secundárias e da tradição oral. Por isso, durante o mestrado na Universidade Adventista de Friedensau (Alemanha), ele foi em busca de fontes primárias que ajudassem a elucidar especialmente o período anterior a 1906, data do início da maioria dos registros disponíveis em português. Como lê alemão gótico, ele teve acesso ao conteúdo da mais antiga revista adventista da Alemanha, intitulada Zions-Wächter (Guarda de Sião). Nela, deparou-se com vários relatórios escritos a partir de 1896 sobre o Brasil. Esse periódico o levou a descobrir outras fontes primárias que até então não tinham sido levadas em conta por pesquisadores brasileiros e norte-americanos. As principais conclusões do estudo você confere na entrevista a seguir, concedida ao pastor e jornalista Michelson Borges.

[Clique aqui para ler.]

Anúncios