Bíblia, juntamente com livro e autora adventistas, está na lista dos mais citados

readingHá uma década, todos os anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia realiza na América do Sul um projeto de incentivo à leitura com distribuição gratuita de milhões de livros sobre saúde, espiritualidade, histórias de vida e outros conteúdos. O projeto é chamado de Impacto Esperança e tem mobilizado os membros da denominação em oito países sul-americanos, os quais vão às ruas, aos estabelecimentos comerciais, aos sítios, às casas e realizam a entrega das obras como um presente da igreja. De acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil (em sua quarta edição), realizada pelo Ibope sob encomenda do Instituto Pró-Livro, o projeto adventista tem dado certo, afinal, o livro Em Busca de Esperança e a autora Ellen G. White estão na lista dos mais citados pelas pessoas.

Uma boa notícia é que, segundo a pesquisa, o número de leitores no Brasil subiu seis pontos percentuais entre 2011 e 2015. Os dados foram divulgados na quarta-feira (18) e o levantamento teve abrangência nacional. O país tem hoje quase 105 milhões de leitores, ou seja, 56% da população.

“A Bíblia foi citada como o ‘gênero’ que mais costuma ser lido entre aqueles que não estão estudando, sendo citada por 50% dos entrevistados com esse perfil. Entre os estudantes, a Bíblia foi citada por 31% dos entrevistados, mesmo percentual da resposta ‘contos’, seguida por ‘didáticos’, com 28%”, informa a matéria publicada no portal G1.

Interessante é que a segunda maior motivação para ler foi a religiosa, atrás apenas do “gosto ou interesse pessoal”. Isso mostra que o projeto Impacto Esperança está alinhado com uma das preferências do leitor brasileiro. Ellen White está na 11a posição na lista de autores mais citados, na frente de Machado de Assis, Fábio de Melo, Maurício de Souza e Edir Macedo.

Capa6peqO livro missionário escolhido para ser distribuído neste ano, a partir de maio, tem como título O Poder da Esperança: Segredos do bem-estar emocional. Escrita pelo psicólogo espanhol Julián Melgosa e pelo jornalista brasileiro Michelson Borges, a obra fala de depressão, ansiedade, estresse, vícios e outros problemas especialmente comuns no século 21. Aliando a boa ciência com a boa teologia bíblica, o livro apresenta recursos que podem ajudar as pessoas a ter mais saúde emocional e uma vida com propósito.

Há mais de cem anos, Ellen White escreveu: “Pela página impressa a luz alcança os que estão mais isolados, que não têm oportunidade de ouvir os pregadores em pessoa. Esse é um trabalho missionário dos mais abençoados. Os colportores [e todos aqueles que distribuem livros missionários] podem ser a mão auxiliadora do Senhor, abrindo portas para a entrada da verdade” (O Colportor Evangelista, p. 20).

Anúncios