A notoriedade de Ellen White e suas contribuições para a ciência

White-EllenEnquanto eu ainda estava deitado pela manhã, me veio à mente a ideia de escrever sobre um assunto um tanto quanto polêmico: a famigerada escritora norte-americana Ellen G. White (EGW). Quem acompanha meu trabalho sabe que eu nunca me interessei em escrever especificamente acerca dessa ilustre mulher. Aliás, vou abrir meu coração para você: eu não sou exatamente um “estudioso” das obras de Ellen tanto quanto devem ser os outros colunistas deste blog; não sei muito de sua biografia, conheço pontualmente assuntos tratados por ela em apenas alguns campos. Por isso acredito que eu seja a pessoa ideal, pelo menos entre os colunistas deste blog, para analisar o tema a ser discutido neste artigo.

Exemplos de preconceito ao se mencionar Ellen

Tenho observado de perto o preconceito gerado quando se menciona o nome de Ellen White em grupos e comunidades criacionistas nas redes sociais. Só para citar alguns poucos exemplos, são frequentes comentários do tipo: “Ellen White, é sério isso? Nem pretendo ler”, “Ellen White falou um monte de baboseira”, “Você acha que vou usá-la como base científica? Nunca!”, ou: “Usar Ellen White como base científica é forçar a barra.” E por aí vai.

[Continue lendo.]