Um Deus que respeita Sua criação

bonecaRecentemente li um artigo que me chamou a atenção pelo comportamento inusitado que descrevia: Os homens japoneses estavam cada vez mais substituindo o relacionamento com mulheres reais por bonecas de silicone super realistas. A essas “mulheres”, os proprietários dedicam tempo, compram joias e levam para passear, por outro lado, tem a liberdade de ter “relações” quando quiser e nunca se sentem rejeitados. Segundo um dos adeptos dessa prática, a razão para tal escolha é que as mulheres japonesas “possuem um coração duro e são egoístas”. O que você pensa sobre esse  “relacionamento”? Não é falta de respeito com a “mulher” de silicone usá-la da forma e quando quiser? Não estariam os homens que aderem essa prática desvalorizando o relacionamento real ao evitar os riscos e sacrifícios que este exige? Por que não levantarmos a voz em defesa do respeito e da valorização das bonecas japonesas? Simples, porque elas são bonecas! Como bonecas, não pensam e não sentem, e deste modo, não faz sentido falar em respeito ou valorização. Por outro lado, caso esse mesmo tratamento fosse aplicado a mulheres reais, com certeza haveria uma série de manifestações de repúdio e protestos. Estaria óbvio que mulheres não podem ser tratadas dessa forma, mas pelo contrário, devemos respeitá-las e valorizá-las como seres pensantes e dotados de liberdade. Esse é o ponto-chave, Deus faz isso conosco, nos respeita e valoriza.

[Continue lendo.]

Anúncios