Portugueses pedem o fim do comércio aos domingos

mercadoUma petição dirigida ao presidente da República [de Portugal], Marcelo Rebelo de Sousa, pelo fechamento dos centros comerciais e supermercados conta já com mais de 40 mil assinaturas. A discussão, já antiga, voltou a ganhar folgo após as declarações do bispo do Porto, D. Manuel Linda, que defende o fechamento desses estabelecimentos comerciais a favor da família. O bispo criticou a abertura dos supermercados e centros comerciais aos domingos por considerar uma “expressão de um certo subdesenvolvimento humano e mesmo econômico”. “Os países mais ricos não abrem supermercados ao domingo”, advertiu ainda. Na petição, a argumentação é semelhante à de D. Manuel Linda: “São milhares e milhões de pessoas que aos domingos se enfiam dentro dos shoppings para ‘passear’, esquecendo-se de que passear é um conceito diferente. O tempo em família é cada vez mais escasso e o único dia que está destinado para ela acaba por ser passado de forma pouco saudável, de forma fechada.”

(CM Jornal)

jornal