O cristão, as aplicações e as temidas pirâmides financeiras

Captura de Tela 2019-05-21 às 15.08.18É errado o cristão guardar dinheiro, investir no Mercado de Ações, realizar aplicações financeiras de Renda Fixa, ou mesmo se arriscar no mundo das criptomoedas? Quais os limites legais e o que não convém nesse denso, turbulento e incerto mundo de possibilidades? Há investimento livre de risco? Uma coisa é certa: existem investimentos altamente arriscados, tão arriscados que, se possível, enganariam até os escolhidos. Este artigo tem o objetivo de identificar riscos, possíveis negócios fraudulentos, empresas aparentemente sérias, mas cuja finalidade parece estar em harmonia com pirâmides financeiras já desmanteladas pela Polícia Federal no Brasil, FBI nos EUA ou ainda outros órgãos oficiais de prevenções a fraudes no mundo todo. Atualmente, a legislação brasileira protege, ainda que em parte, os investidores. Temos leis, regulamentos e diversos produtos do Mercado Financeiro cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), por exemplo. Dentro da proteção do FGC estão CDBs, LCIs, LCAs, LCs etc. Essa proteção, porém, tem o limite de 250 mil reais por CPF por Instituição Financeira.

Existem outros Investimentos não cobertos pelo FGC, mas que não deixam de ter certa “garantia”. Exemplo disso é o conhecido “Tesouro Direto”, títulos da dívida pública emitidos pelo Tesouro Nacional, cuja garantia é o próprio Governo Brasileiro. A avaliação dessa aplicação deve ser feita não necessariamente com base em ideologias, mas especialmente no compromisso e na responsabilidade que o governo demonstra com o pagamento de suas contas e a austeridade financeira esperada de um chefe de Estado.

As aplicações até aqui descritas são conhecidas como Renda Fixa, ainda que o Tesouro Direto (TD) seja mais bem classificado como Títulos da Dívida Pública. Porém, sua forma de pagamento e cálculo são bem conhecidos e raramente sofrem a volatilidade das rendas variáveis, ainda que haja uma marcação de preços definida pela lógica econômica da Lei da Oferta x Procura, em caso de antecipação do vencimento. No vencimento, o TD paga exatamente o contratado.

Já as chamadas Rendas Variáveis são, como o próprio nome sugere, imprevisíveis. Na  segunda semana de maio, Donald Trump resolveu iniciar uma guerra, que antigamente se começava com armas, depois passou a ser feita de maneira mais fria, ideológica. Hoje em dia,  o combate foi declarado no Twitter mesmo, e utilizando uma arma muito inusitada: impostos. Mas o que os EUA e a China têm a ver com o Mercado de Ações no Brasil?

Aparentemente tudo, porque a influência de diversas declarações do chefe de Estado Americano, bem como as reações e respostas dos chineses, num mercado totalmente globalizado, interferem drasticamente. Nesse sentido, seria arriscado demais para um cristão entrar nesse mercado lunático? A resposta é não!

É preciso muita ressalva, pois primeiramente Renda Variável não se resume ao Mercado de Ações; há opções que não sofrem tanto com guerras fiscais entre países; outros tipos de papéis dependem de variáveis diferentes para obter valorização. Exemplo disso são os Fundos Imobiliários, que enquanto as ações despencaram na semana que passou, tiveram no geral um bom comportamento.

O mercado de ações, se analisado com mais profundidade, tende a ser um bom negócio de longo prazo, em empresas sólidas, lucrativas, mas, para um cristão, não basta esse tipo de segurança para garantir que seu recurso vai valorizar. É imprescindível saber qual o ramo da empresa: Ela vende bebidas alcoólicas? Fomenta a indústria pornográfica? Está alinhada a ideologias que nada tem a ver com os princípios bíblicos?

Devemos lembrar que um fiel mordomo não é responsável apenas em devolver aquilo que é do Senhor. Um fiel mordomo administra tudo aquilo que reconhece não ser seu. “Tudo que temos e tudo que somos pertence ao Senhor.” Essa é uma bonita frase de efeito, mas seria apenas teoria ou na prática tudo que eu tenho é de fato do Senhor? Se tudo é dEle, não posso realizar práticas escusas em meus negócios, mesmo sendo fiel nos dízimos e ofertas; aquilo que em teoria é meu devo administrar para o Senhor.

Nesse sentido, alguns cristãos estão sendo atraídos por empresas que prometem pagar juros muito acima do praticado no mercado financeiro. Antes de fazer qualquer julgamento é importante ressaltar que muitos que investem nesse tipo de empresa são inocentes, até mesmo alguns recrutadores. Afinal, não conhecem o mercado financeiro, seus riscos e dificuldades e acreditam ser possível realizar o improvável.

Também existe o grupo de defensores desse ramo porque ganham muito dinheiro com as práticas que dão retorno superior se comparadas com o mercado financeiro. É fato, esse tipo de empresa paga mesmo, no início, e normalmente paga bem. Pessoas realmente têm ficado ricas! Entretanto, até quando haverá o lucro exorbitante do investimento e qual o preço envolvido em tais transações?

As promessas são sempre muito tentadoras. Envolvem rendimentos de 5% ao mês, 10% ao mês, mas se você consegue angariar mais pessoas para o “Marketing Multinível”, seus ganhos são exponenciais.

Aqui está o primeiro alerta. Empresas de fachada que alegam trabalhar com criptomoedas, ou mesmo no mercado financeiro, e que atraem clientes que precisam atrair ainda mais clientes. Toda essa dinâmica pode ser indício de Pirâmide Financeira.

O que seria uma Pirâmide Financeira? Uma forma de arrecadar dinheiro previsivelmente não sustentável, que depende basicamente do recrutamento progressivo de outras pessoas para que o esquema continue a gerenciar níveis absurdos. Difere-se de Marketing Multinível justamente por não “vender” nenhum produto, mas trabalhar exclusivamente no recrutamento de novos “investidores”.

Por ser crime no Brasil, as empresas que atuam como pirâmide jamais admitem sua condição, normalmente alegam aplicar em criptomoedas. Porém, uma rápida busca no Google mostra quanto as tais criptomoedas têm rendido. A título de exemplo, uma das mais famosas, a Bitcoin, que em 2017 chegou a valer aproximadamente R$ 70.000,00, iniciou um processo de desvalorização, chegando em dezembro de 2018 a 12 mil Reais.

Como seria possível uma empresa que alega trabalhar com Bitcoin nestes dois anos ter pago a seus investidores 5% ao mês? Ou 79,59% ao ano de Juros Compostos? A resposta lógica seria: impossível. A menos que novos investidores entrassem no negócio, diariamente, num processo tão dependente quanto insustentável.

O Fundo Garantidor de Crédito não cobre operações para esse tipo de empresa e é interessante analisar o tipo de propaganda de algumas. Elas exibem com orgulho o fato de que a legislação não as atinge. Dessa maneira, esperam angariar clientes desejosos de fugir de impostos.

Em um ambiente em que não há leis que regulam impostos, haveria leis que regulam outras práticas, digamos, não ortodoxas, para não dizer criminosas? Existem diversas investigações do Ministério Público em torno do assunto; algumas empresas já possuem parecer desfavorável da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que, aliado a uma rápida pesquisa na internet, lança dúvidas sobre algumas dessas instituições. Por isso, a pergunta que fica é: O cristão deveria entrar nesse tipo de negócio, ainda que tenha dúvidas razoáveis?

Imagine aqueles que estarão na base da pirâmide quando ela ruir; a maioria dos investidores, aposentados, trabalhadores, pobres, pessoas que aplicaram todas as suas economias é que serão prejudicados. Se houver dúvida razoável, um cristão não deveria fazer parte desse tipo de negócio.

Qualquer negócio financeiro envolve determinado grau de risco. Nós, cristãos, que acreditamos na Bíblia, podemos encontrar esperança num tipo de investimento completamente isento de riscos, onde nem a traça nem a ferrugem são capazes de consumir, e onde ladrões não minam nem roubam, de acordo com Mateus 7:19-21.

Busquemos em primeiro lugar o conselho da Palavra do Senhor, que é específico quanto a acumular tesouros no Céu, pois “onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt 6:21). Que Deus lhe conceda sabedoria em suas decisões.

(Márcio Silva é tesoureiro da Associação Sul-Rio-Grandense da IASD; publicado em Notícias Adventistas)

Leia também:Agravamento de tensão EUA-China derruba Ibovespa abaixo de 92 mil pontos”, “PF cumpre mandados contra empresa hamburguense que atua com criptomoedas” e “Operação investiga empresa no RS que promete retorno com investimento em criptomoeda”