Milhares de estudantes participam de marchas contra o aquecimento global

climaUma onda de paralisações pelo clima faz soar o alarme da crise climática. Sua mensagem é clara: estamos sem tempo e vamos agir agora. A inspiração das paralisações vem de Greta Thunberg, uma jovem sueca de 16 anos, cuja aguçada clareza moral desencadeou todo um movimento. Recentemente, Greta se reuniu com o papa Francisco e compartilhou uma videomensagem com o MCGC logo após o encontro. A próxima paralisação se dará em 24 de maio [hoje] – aniversário da Laudato Si. Você está convidado a se juntar a este enorme movimento global pelo nosso futuro. […] As paralisações são contínuas. Pequenas marchas são realizadas toda sexta-feira como parte do esforço #FridaysForFuture (“sextas pelo futuro”). Paralisações globais em massa, como a planejada para o dia 24 de maio, ocorrem em intervalos de poucos meses. Aproximadamente 1,5 milhão de pessoas participaram da paralisação anterior, que ocorreu em março. Entre elas, jovens católicos da Geração Laudato Si. Como nos diz a Laudato Si, devemos tomar medidas decisivas, aqui e agora.

(Movimento Católico Global Pelo Clima)

Nota: Uma dessas “medidas decisivas” proposta na encíclica papal Laudato Si é o descanso dominical. Faz tempo que o papa Francisco vem discursando em favor do domingo como uma das soluções para o problema climático e para a salvação das famílias, proposta que já conta com o apoio do Parlamento Europeu, por exemplo. Interessante notar como o recrutamento dos chamados “idiotas úteis” tem ocorrido cada vez mais cedo. Um problema foi criado e a solução está sendo oferecida. Infelizmente, por melhor que a ideia pareça, uma minoria incômoda sofrerá por causa disso…

Assista abaixo ao vídeo com a fala de Greta Thunberg e, em seguida, minha palestra sobre o futuro decreto dominical. [MB]

Leia também: “Global Climate Strike: record number of students walk out”