Ambientalismo é a nova religião mundial – e eu disse isso há dez anos

Guten-Morgen-87-Ambientalismo.png

Deu no site “Senso Incomum”: “Agora que Greta Thunberg se tornou o maior meme de toda a história universal dos memes, num mundo com aquecimento de memes global, o ambientalismo definitivamente caiu em desgraça, ou melhor, ficou sem graça, sendo visto finalmente como o que é: uma nova modinha monga, igual ao emo, pior do que A Banda Mais Bonita da Cidade, que dá para levar menos a sério do que as críticas sociais do Charlie Brown Jr. Greta, a menina com síndrome de Aspenger, nem faz ideia do que está fazendo, de quem manda em sua agenda, de qual dinâmica de poder está em disputa em seu discurso sobre ‘sonhos’. ‘How dare you?!’

“Mas a pequena sueca empoderada e podre de rica que certamente ganhará o Nobel da Paz por ter sonhos (que sonhos?) roubados (por quem?) e que observará políticos (vai descer a porrada neles?) tem um discurso cirurgicamente escrito por outras pessoas, que sabem com precisão milimétrica o que querem atingir. Alguém sabe quais são as medidas da ONU recentes sobre meio ambiente? O que foi decido e acordado da Rio 92 até hoje, e o que querem com isso? Quais são os documentos sobre clima, ambiente e ecologia, e o que preconizam além das questões climáticas, que não são nada além da superfície das questões políticas envolvidas?

“O ambientalismo, com todo o seu discurso apocalíptico, com seu código de conduta, com sua adoração à natureza (e sua sacralização, num panteísmo moderno com nomes edulcoradamente ‘científicos’, como ‘aquecimento global’ ou ‘consenso científico’), é hoje uma das maiores religiões do mundo – e ainda capaz de se infiltrar em outras religiões.

“Qual a mudança radical – e global – de comportamento que está sendo não apenas pressuposta, mas imposta? Por que o discurso de Greta, por mera coincidência, coincide quase à perfeição com um documento da UNESCO? O que são acordos como a Carta da Terra, que prevê um ecumenismo global (sic) como sucedâneo religioso para todo o planeta, e os que julgam que ‘globalismo’ é uma mera ‘teoria da conspiração’ nem fazem ideia de que é um documento da ONU, implantado a passos apressados?”

Interessante ver como analistas políticos, pensadores seculares e estudiosos de tendências têm notado agora coisas que há dez anos pouquíssimos estudantes das profecias bíblicas e dos escritos de Ellen White já estavam percebendo.

Em 2007, o pastor Sérgio Santeli postou em seu blog a série “ECOmenismo: uma verdade inconveniente”. Em 2008, postei em meu canal um vídeo (dividido em quatro partes) sobre a relação entre decreto dominical e ambientalismo (veja aqui, aqui, aqui e aqui). Em setembro de 2009, a Revista Adventista publicou este texto de minha autoria – foi a primeira vez que o neologismo “ECOmenismo” apareceu na literatura adventista oficial:

21731_RAnov09.inddAquecimento global é a nova religião

“O título acima apareceu no site Opinião e Notícia, com o seguinte comentário: ‘É o que diz um renomado geólogo australiano, para quem as alterações climáticas são uma farsa perpetuada por ambientalistas. Ian Plimer, professor de geologia da mineração na Universidade de Adelaide, chega mesmo a dizer que a ideia do aquecimento global virou a nova religião para as elites urbanas dos países ricos [grifo meu]. Ele é um crítico do chamado ‘aquecimento global antropogênico’ – ou seja, produzido pelo ser humano – e da ortodoxia ambiental corrente, segundo a qual o fenômeno pode ser revertido por meio da redução da poluição atmosférica.

“Para Plimer, o aquecimento global é algo natural, com muitos precedentes na história do Planeta. Ele não é o primeiro cientista renomado a dizer isso, mas dá mostras de que não irá se dobrar ante a pressão do ‘jacobinismo ambiental’.

“O que Plimer parece não saber é que o ambientalismo, também chamado por alguns de ECOmenismo, está ajudando a unir movimentos, grupos e instituições tão díspares como o Vaticano e cientistas ateus em torno de um mesmo ideal: salvar a Terra da destruição. E eles têm até uma proposta: parar um dia na semana para que o Planeta possa ‘descansar’. Que dia será esse?”

Se quiser saber mais sobre o ECOmenismo e as implicações proféticas da atual explosão da pauta ambientalista, assista aos vídeos abaixo. [MB]