Uma nova espiritualidade cristã

carismaticosPor que tantas mudanças na liturgia? Por qual motivo as músicas congregacionais estão diferentes? A explicação para as mudanças não é simplesmente a mera evolução musical, sintoma dos tempos. As mudanças que acontecem em cada época podem seguir as diretrizes de uma determinada tradição (como, de fato, ocorria na música evangélica ocidental). Mas não se trata disso. Estamos diante de uma nova espiritualidade cristã, que é panenteísta em sua essência (entenda o assunto assistindo a este vídeo). Dessa forma, é natural que a mudança de paradigma, observável no cristianismo atual, corrobore para a diluição da identidade adventista (veja mais sobre isso neste vídeo). Há a correlação dessa mudança paradigmática com a parca demanda de estudo das Escrituras (assista a este vídeo); afinal, para que estudar a Bíblia se é possível um contato místico-subjetivo direto com Deus? Sem profundo estudo da Revelação divina (Bíblia e testemunhos de Ellen G. White), aceita-se mais facilmente a cultura como elemento de construção da identidade religiosa (sobre a relação entre cultura e cristianismo, veja isto).

Somente um retorno aos pressupostos bíblicos pode reformatar a vida comunitária e pessoal de cada adventista (saiba mais aqui), impedindo a influência do processo de carismatização na mente dos atuais seguidores de Jesus. O assunto ganha ainda mais relevância quando se reconhece a existência de um conflito cósmico, cuja disputa envolve a questão da adoração (assista a isto). Será impossível não se posicionar diante dos desafios que existem para o povo de Deus!

(Douglas Reis é mestre em Teologia, doutorando em Teologia [PhD] pela Universidade Adventista del Plata e autor de livros e artigos acadêmicos sobre identidade adventista, desenvolvimento da doutrina adventista e pós-modernidade)