Pedra maia fala da chegada do “senhor dos céus”

maiaO famoso calendário maia, que inspirou até filmes como “2012”, voltou a ser destaque na mídia e nas redes sociais. Isso porque um suposto pesquisador teria identificado um erro de interpretação das inscrições na pedra. Segundo ele, a data do fim do mundo na verdade é 21 de junho de 2020, ou seja, daqui a dois dias (veja aqui). Obviamente que as piadas e os memes voltaram a fervilhar na internet. E mais uma vez o tema do fim do mundo alimentou chacotas.

O calendário maia é uma pedra calcária esculpida com martelo e cinzel, e está incompleta. “No pouco que podemos apreciá-la, em nenhum de seus lados diz que em 2012 o mundo vai acabar”, disse em 2012 José Luis Romero, subdiretor do Instituto Nacional de Antropologia e História.

Na pedra está registrada a data de 23 de dezembro de 2012, o que na época provocou rumores de que os maias teriam previsto o fim do mundo para esse dia. Mas o detalhe mais interessante não foi destacado pela imprensa: “No pouco que se pode ler, os maias se referem à chegada de um senhor dos céus, coincidindo com o encerramento de um ciclo numérico”, afirmou Romero. A data gravada em pedra se refere ao Bactum XIII, que significa o início de uma nova era, insistiu Romero.

A Bíblia garante que ninguém sabe o dia nem a hora da volta de Jesus, mas é curioso notar como a pedra maia se refere à chegada do “senhor dos céus”. Centenas de culturas antigas também se referem ao dilúvio universal; outras tantas culturas trazem resquícios do relato da criação semelhante ao que encontramos na Bíblia. Seria essa referência à vinda do “senhor dos céus” outra “semente da verdade” que ficou na memória do povo maia?

É bom lembrar que muito tempo antes da encarnação de Jesus, Enoque, o sétimo depois de Adão, já proclamava a segunda vinda de Cristo (cf. Judas 14). Portanto, esse evento futuro pode muito bem ter sido preservado entre as tradições orais e escritas de alguns povos antigos.

Sabedor de que a Bíblia e mesmo resquícios de culturas antigas falam da vinda do Senhor, o inimigo de Deus procura desviar o foco das pessoas desse assunto importante, transformando-o em piada ou “anestesiando” a percepção popular, com várias falsas datas anunciadas e não cumpridas.

Jesus disse claramente que ninguém pode saber o dia e a hora de Sua vinda, mas no momento certo o Senhor dos Céus virá!

Michelson Borges