Perguntas interativas da Lição: “Consolai o Meu povo”

Por coincidência ou por providência, a organização do livro de Isaías em capítulos é feita de tal maneira que o torna uma espécie de “miniatura” da Bíblia. Assim como a Bíblia tem 66 livros, Isaías tem 66 capítulos; assim como o Antigo Testamento tem 39 livros, os primeiros 39 capítulos de Isaías também não falam claramente do ministério do Messias. Contudo, o capítulo 40 inaugura uma nova seção do livro ao mencionar a primeira vinda do Salvador. A partir daí, todos os últimos 27 capítulos de Isaías (assim como os 27 últimos livros da Bíblia) tratam repetidamente do ministério messiânico do Salvador Jesus. Esse capítulo anuncia não só que Deus consolaria o seu povo trazendo-o de volta do cativeiro em Babilônia (sendo que eles ainda nem tinham sido levados para lá), mas que o consolo definitivo se daria com a vinda do próprio Rei do Universo para redimir o Seu povo.

Perguntas interativas para discussão em grupo:

Em Isaías 40:1, 2 Deus ordena que consolem o Seu povo, pois este seria trazido de volta do cativeiro em Babilônia. Mas o povo ainda nem tinha sido levado para lá. Eu sua opinião, qual é o objetivo de Deus ao consolar o Seu povo por algo que ainda aconteceria em um futuro distante?

Da mesma forma, por que é importante sabermos que o Senhor nos dará a vitória após o tempo de angústia no futuro (Ap 7:14-15)? Por que as promessas bíblicas são tão consoladoras?

Leia Isaías 40:3-5 tendo em mente que naquele tempo as estradas e caminhos eram aplainados com antecedência para a vinda de um rei. Qual é o significado de “preparar o caminho do Senhor” em relação à Sua primeira vinda (Mt 3:1-3; Jo 1:22, 23)? Como podemos “preparar” ou “aplainar” o caminho do Senhor para Sua segunda vinda?

Leia Isaías 40:7, 8. Apesar de a humanidade ser tão frágil e passageira, por que é consolador saber que a Palavra do Senhor permanece para sempre?

Que segurança Deus nos dá de que podemos ser perdoados e salvos? (Jr 31:31-34; Hb 8:10-12)

Leia Isaías 40:9-11. Por que a mensagem da vinda do próprio Senhor deveria ser anunciada fortemente como boas-novas? Mesmo assim, por que apenas poucas pessoas estavam prontas quando Ele efetivamente veio? (ver Jo 1:9-11; Lc 2:25-38 [Simeão e Ana])

De modo semelhante ao que fez quando falou com Jó, Deus faz perguntas retóricas a Isaías exaltando Seu poder (40:12-31). No entanto, Ele demonstra também que Seu poder está misturado com misericórdia. De que forma isso também nos consola?

Além de demonstrar o poder de Deus e Sua misericórdia, o capítulo 40 de Isaías também enfatiza o fato de que Ele é o nosso Criador. Por que é importante entender essa verdade?

Leia Isaías 40:18, 25. Uma grande tentação do povo naquele tempo era a prática da idolatria. Nos dias de hoje, mesmo sem usar imagens como ídolos, quais são os tipos de “idolatria” comumente praticados e que devemos cuidar para não cair em tentação? (ver, por exemplo, Efésios 5:5)

Leia Tito 2:13. Como o conhecimento da breve volta de Jesus traz consolo, esperança e sentido para sua vida? E se não traz, por que isso deve ser mudado urgentemente?

(Natal Gardino é doutor em Ministério pela Andrews University e pastor distrital em Londrina, PR)