Perguntas interativas da Lição: O Desejado de todas as nações

O pecado faz separação entre nós e Deus (Is 59:2). Mas Jesus é a ponte que nos liga de volta a Ele (Jo 14:6). Somos salvos por Sua graça, e não por obras da lei (Ef 2:8,9). No entanto, nossas obras devem testificar de que fomos perdoados e “criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Ef 2:10). Essas atitudes devem atrair outros povos ao Senhor, o qual virá um dia para trazer juízo e justiça – ou, nos termos bíblicos, a “vingança do Senhor”. 

Perguntas interativas para discussão em grupo:

  1.  Leia Isaias 59:1, 2. Por que nossos pecados fazem separação entre nós e Deus? Em que sentido nós é que somos separados dEle, mas não Ele de nós? Por quê? (Rm 8:38, 39)
  2.  Mesmo quando somos perdoados de pecados específicos, continuamos tendo uma natureza pecaminosa. Qual é a única solução para não ficarmos “separados” de Deus, apesar dessa natureza? Como isso acontece?
  3.  Leia Romanos 3:20. Como esse texto não se contradiz com Tiago 2:24? Como Tiago 2:17, 18 esclarece essa questão?
  4.  Por que “ninguém será justificado por obras da lei”? Ao mesmo tempo, por que seremos julgados pelas “obras praticadas por meio do corpo” (2Co 5:10)? 
  5.  Reflita sobre essa afirmação da página 91 da lição: “O propósito da lei no mundo pecaminoso não é salvar, mas apontar o pecado.” Por quê?
  6. Leia Romanos 3:23. O que significa a afirmação: “Todos pecaram e carecem da glória de Deus”?
  7.  Leia Romanos 3:24. Por que Jesus nos salva gratuitamente, por Sua graça? (ver Jr 13:23)
  8.  Apesar de Isaías 60:1-3 se referir à cidade de Jerusalém, como podemos aplicar esses pensamentos à igreja cristã de nossos dias?
  9.  Leia Isaías 61:2. Como podemos conciliar o fato de que o Messias apregoa no mesmo versículo “o ano aceitável do Senhor” e “o dia da vingança do nosso Deus”? Como as duas coisas se relacionam? 
  10. Qual é a diferença entre a “vingança de Deus” e a vingança humana? Por que a “vingança” dEle é sempre justa e a nossa não? (ver Rm 12:19)

(Natal Gardino é doutor em Ministério pela Andrews University e pastor distrital em Londrina, PR)