Google ignora data importante para a maior religião do mundo

Site de buscas já comemorou Ano Novo chinês, Ramadã e até datas que exaltam o feminismo

google

“E [ontem] a página principal do Google ficou o tempo todo assim. Deve ser porque não se trata de nenhum dia especial relacionado a negros, mulheres, revolução russa ou qualquer outro tipo de data que o mainstream classificou como sendo importante para qualquer minoria ou consideração. Nós somos judeus e a nossa ‘Páscoa’ está completamente dissociada da comemoração cristã, mas eu conheço a importância desse dia para a MAIOR religião do mundo. Não me importa que o Google não lembre do Yom Hashoah, Sucot, Shavuot ou Purim porque somos a menor população do mundo, não a menos significativa, muito pelo contrário, aliás, mas não há porque ter qualquer consideração para conosco. Mesmo o Google sendo criado por judeus, não me importo ou não nos importamos, mas sequer usar ovos de páscoa, coelho, chocolate ou o que seja simbólico para essa data cristã mostra que de fato o mundo vai muito mal das pernas e que tudo o que sempre falamos nunca foi teoria da conspiração, mas a realidade. O mundo se afundou num abismo sem fim e a maioria das pessoas está cega, surda e doente. Feliz Páscoa aos meus irmãos cristãos!”

(Wagner Freed Mahler é cientista espacial; via Facebook)