Riscos da relativização da Bíblia