Perguntas interativas da Lição: o santuário da nova aliança

A “antiga aliança”, em que animais eram sacrificados por sacerdotes pecadores no santuário terrestre, foi substituída pelo novo sistema, em que Jesus, o sacrifício perfeito, nos representa no santuário celestial. Esse é o fundamento da “nova aliança” (Hb 8:1, 2; 9:22-24; 10:4).

Perguntas interativas para discussão em grupo:

1. Leia Êxodo 25:8 e Levítico 26:11, 12. Por que Deus mandou os hebreus construírem um tabernáculo/santuário? Como esse santuário contribuiria para o relacionamento entre Deus e o Seu povo?

2. Leia Hebreus 9:22. Qual era o significado do sangue dos animais no ritual do santuário (ver Is 53:5-7; Jo 1:29; Rm 6:23)?

3. Por que Deus ideou um ritual tão impactante para representar o preço do pecado, e por que tinha que ser assim? (R.: Deus queria impressionar profundamente o coração e a mente do povo a respeito da gravidade do pecado, que causaria a morte – deles ou de um Substituto. Era necessário que fosse assim. Deus não tinha “prazer” nos sacrifícios dos animaizinhos, mas no que eles significavam: a morte de Jesus para nos resgatar do pecado – ver Sl 40:6; 51:16; Is 1:11-14; Os 6:6; Jo 1:29; Hb 10:4-9.)

4. Quanta esperança podemos ter ao saber que Cristo “Se entregou a Si mesmo” em sacrifício por nós (Jo 12:27; 13:1)? Como podemos corresponder-Lhe por esse amor?

5. Leia Hebreus 8:1, 2, 6. A velha aliança era baseada no santuário terrestre, enquanto a nova é baseada no santuário do Céu. Tendo isso em mente, por que a nova aliança é muito superior à antiga?

6. Leia Hebreus 9:24. Como seria se, após haver dado a vida por nós na cruz e ressuscitado, Jesus não desse continuidade ao Seu ministério intercedendo por nós até o dia final? Por que é necessário Ele continuar intercedendo por nós no santuário celestial? (R.: Diferente do que muitos ensinam, as palavras de Jesus “está consumado”, na cruz, não significam que Ele terminou ali a Sua missão de nos salvar. Ele ainda precisaria interceder por nós, para “aplicar” ou fazer valer em nós o resgate que havia sido pago na cruz. Sem a intercessão de Jesus por nós, no Céu, em continuidade à Sua morte e ressurreição, o preço pago na cruz teria sido em vão. Sem Ele mesmo nos ajudando continuamente, nós não teríamos forças)

7. O que significa para você, na prática, saber que Cristo está neste momento (ainda) no santuário celestial?

(Natal Gardino é doutor em Ministério pela Andrews University e pastor distrital em Londrina, PR)