Perguntas Interativas da Lição: o Filho prometido

O livro de Hebreus enfatiza a divindade eterna de Jesus e o fato de Ele ter Se tornado “filho” de Deus para morrer em nosso lugar. Esse é um assunto que nunca perderá o interesse dos redimidos e nunca será esgotado por toda a eternidade. Mas, para isso, devemos começar a estudá-lo a partir de agora, com estas perguntas reflexivas da Lição da Escola Sabatina desta semana.

Perguntas para reflexão e discussão:

Leia Gênesis 3:15. Deus prometeu a Eva que providenciaria um Salvador a partir de sua “semente” (descendência). Essa promessa foi cumprida cerca de 4.000 anos depois. Por que demorou tanto? (R.: Na verdade, Ele veio na hora certa, “na plenitude dos tempos”; cf. Gl 4:4)

Até agora, todas as promessas de Deus em relação ao Messias se cumpriram perfeitamente. Como isso nos ajuda a confiar mais nEle e em Sua direção?

Em 2 Samuel 7:12-14 Deus fala a Davi por meio do profeta Natã sobre um descendente. De que forma esse texto se aplica a Jesus? Até que ponto?

Leia Hebreus 1:2. O que significa a expressão que diz que Deus “nos falou pelo Filho”? De que forma Jesus torna o Antigo Testamento muito mais claro?

Leia João 14:9. Como vemos o Pai através de Jesus?

Leia Hebreus 1:3. O que significa dizer que o Filho “é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do Seu ser”?

Por que Jesus teve que Se tornar como um de nós? Em que sentido Ele Se tornou “filho” de Deus? Por que a morte vicária do Filho equivale à morte do próprio Deus em nosso lugar?

Em Isaías 44:24 é dito que Deus foi o responsável pela Criação, e em Hebreus 1:2, 3, 10 é dito que foi Jesus. Como podemos conciliar essas duas afirmações?

O que significa a afirmação de que Jesus “sustenta todas as coisas pela Palavra do Seu poder” (Hb 1:3) e que “nEle tudo subsiste” (Cl 1:17)?

Falta pouco para que a Semente da mulher, o Filho de Deus conclua toda a Sua obra. Enquanto isso, como podemos depositar toda a nossa confiança nEle quanto à nossa vida presente e futura?

(Pastor Natal Gardino, professor de Teologia no Instituto Adventista Paranaense)