Perguntas Interativas da Lição: José, mestre dos sonhos

A história de José contém muitas lições sobre a providência de Deus. A despeito de toda a maldade do coração humano, demonstrada nas atitudes de vários personagens, e apesar de situações adversas e aparentemente aleatórias (Gn 37:15-17), Deus sempre realiza Seu propósito e cumpre Suas promessas. Esse foi o tema da Lição da Escola Sabatina desta semana, com base na primeira parte da história de José.

Perguntas para reflexão e discussão em grupo

Leia Gênesis 37:2,3. Quais são os fatores potenciais de conflito demonstrados nestes dois versos? Como essa situação poderia ter sido amenizada para que não surgisse o conflito?

Leia Gênesis 37:4. Em sua opinião, como um homem idoso e experiente como Jacó pôde cair no mesmo erro de seu pai, ao demonstrar preferência por um filho? Por que essa atitude é tão desastrosa em um mundo caído?

Por que a Palavra de Deus compara o ódio ao assassinato (Mt 5:21-22; 1 Jo 3:15)? O que isso nos diz sobre o cuidado que devemos ter com nossos sentimentos e emoções? (Ef 4:26, 27)

Leia Gênesis 37:19, 20. O que essas palavras nos revelam sobre o caráter dos filhos de Jacó? Como podemos proteger nossa própria família de chegar a esse ponto? Como Deus pode mudar os traços negativos do caráter?

Mesmo tendo sido vendido como escravo por seus próprios irmãos, José era admirado por sua personalidade e por fazer o seu trabalho com excelência (Gn 39:2-4, 21, 23). Qual era o segredo de José? Que diferença fará se trabalharmos em qualquer ofício sabendo que o Senhor está conosco? (ver Cl 3:22-24)

Como podemos continuar confiando em Deus mesmo quando não temos aparentemente o mesmo sucesso de José?

Em Gênesis 37:15-17 há um detalhe que parece insignificante, mas está registrado por ser importante. Em sua opinião, qual pode ser a identidade desse homem que encontrou José enquanto este andava “errante”? Por quê? O que aconteceria com a história que conhecemos de “José no Egito” se ele não tivesse se encontrado com esse homem que lhe indicou o caminho até os seus irmãos, que o venderiam a uma caravana de comerciantes que logo passaria por ali? O que isso nos ensina sobre a intervenção de Deus mesmo quando nos faz passar por situações difíceis? E o que isso nos ensina sobre os versículos que parecem “insignificantes” na Bíblia?

Apesar do erro vergonhoso de Judá e Tamar, eles aparecem na lista genealógica de Jesus Cristo (Mt 1:3). Nessa lista também aparece a mãe de Salomão (Mt 1:6), a qual não deveria ter sido esposa de Davi se ele tivesse sido fiel. O que isso nos ensina sobre a graça de Deus e sobre Sua providência a qual pode atuar a despeito das maiores falhas humanas?

Quais são as semelhanças entre José e Daniel? E quais as semelhanças entre estes dois e Jesus Cristo?

(Pastor Natal Gardino, professor de Teologia no Instituto Adventista Paranaense)