Igreja de 30 anos é fechada pelo governo em Cuba

Autoridades ameaçaram despejar o pastor e os membros

igreja-cuba

Pastores de uma igreja cristã receberam um aviso da polícia dizendo que precisam deixar a propriedade em La Palma, Noroeste de Cuba. O local abrigava a casa pastoral e o templo há mais de 30 anos. A polícia ameaçou despejá-los caso não saiam voluntariamente do terreno no período exigido. As autoridades alegam que os cristãos ocuparam a propriedade de maneira irregular e que precisam do espaço para construir casas para mulheres que são mães solteiras com mais de três filhos. A igreja, pastor e membros estão abalados, sem saber para onde ir ou o que fazer.  

A decisão repentina e arbitrária tomada pelo governo, sem diálogo, aviso prévio ou outras propostas de solução que atendessem todas as partes preocupa a comunidade cristã. Há seis meses, o pastor Lorenzo Rosales Fajardo enfrentou um desafio semelhante ao ser condenado por participar de protestos pacíficos. 

A ação demonstra a tensão com a igreja em Cuba. O próprio Irmão André, fundador da Portas Abertas, tentou um diálogo com as autoridades cubanas, sem sucesso. Cristãos e pastores em Cuba precisam das orações da igreja brasileira. 

O país ocupa a 37ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2022, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos. Desde 1959, Cuba é governada pelo Partido Comunista, que busca controlar a igreja de acordo com a ideologia comunista. O governo reage duramente contra vozes opositoras e manifestantes, então, quando líderes de igrejas ou ativistas cristãos criticam o regime, enfrentam prisão, fechamento de igrejas ou negócios e assédio do governo e de seus simpatizantes. 

O registro para novas igrejas com frequência é negado, já que as autoridades querem controlar e limitar a influência da igreja – forçando muitas igrejas a operarem ilegalmente. Isso leva à imposição de penalidades, como a recusa completa para emissão das licenças, multas pesadas, confisco de propriedades ou até mesmo demolição ou fechamento de igrejas, incluindo igrejas domésticas. O governo controla todas as mídias e restringe o acesso ao mundo exterior, então é muito difícil para os cristãos se comunicarem no país. 

“Nós nos encontramos na garagem da minha casa e em casas em bairros diferentes, porque até hoje não temos um prédio, nem mesmo a possibilidade de registrar legalmente nossa igreja”, diz o pastor Luiz, cristão perseguido em Cuba.

A Portas Abertas, por meio da ajuda de cristãos e igrejas livres de perseguição, fortalece a Igreja Perseguida em Cuba com distribuição de Bíblias, projetos de subsistência, treinamento bíblico, projetos de desenvolvimento de liderança e socioeconômico para aumentar a autossuficiência da igreja.  

Para participar deste e outros projetos da Portas Abertas, acesse o site.

Pedidos de oração

Ore pelas autoridades para que tenham sabedoria nas decisões e contemplem as necessidades de todos os envolvidos.  

Interceda pelos pastores e líderes, para que procurem manter a paz e saibam orientar as ovelhas neste momento de tensão. 

Peça ao Senhor que console e anime o coração dos cristãos pressionados em Cuba. Que eles sejam instrumentos de amor e graça divinos onde estão

(Ministério Portas Abertas)