Não, o papa não cancelou a Bíblia

papa-franciscoEu nem ia falar sobre isso, tamanha a cara de fake que a “notícia” tem, mas, como tenho recebido perguntas de muitas pessoas a respeito do assunto, resolvi escrever esta nota para deixar claro que não, o papa não “cancelou” a Bíblia. Segundo o texto que tem circulado nas redes sociais, Francisco teria proposto criar um novo livro sagrado, pois a Bíblia estaria “desatualizada”. O site oficial católico ACI Digital desmentiu o boato no dia 18 de abril (confira aqui). Na verdade, nem seria preciso. Pare e pense um pouco… Você acha que algum líder religioso faria uma proposta dessas? Caso quisesse enganar as pessoas, não seria mais fácil usar a Bíblia que elas tanto amam cuidando apenas em distorcer sua mensagem? É isso que os espiritualistas fazem, por exemplo, ao afirmar descabidamente que João Batista teria sido uma reencarnação do profeta Elias. É isso o que outros fazem ao dizer que o santo sábado bíblico teria sido substituído pelo domingo como dia de repouso.

O que o papa disse certa vez é que apenas a Igreja Católica é que teria autoridade de interpretar a Bíblia (confira), o que não está correto, afinal, inúmeros textos bíblicos incentivam as pessoas a lerem as Escrituras por si mesmas, pedindo sempre a orientação do Espírito Santo. Leia, por exemplo, Apocalipse 1:1. Ali fica claro que a revelação é para os servos de Deus, ou seja, qualquer pessoa que humildemente se disponha a colocar em prática o conteúdo estudado/lido.

Portanto, se a intenção é defender um ponto de vista, um dogma ou mesmo enganar as pessoas, melhor é manter a Bíblia e interpretá-la ao bel-prazer.

Desconfie sempre de “notícias” com caráter sensacionalista e absurdo, sem fonte ou com fonte duvidosa, sem repercussão em órgãos noticiosos confiáveis. E mais importante do que isso: NÃO REPASSE ESSAS INFORMAÇÕES SE NÃO TIVER CERTEZA DE QUE SÃO VERDADEIRAS. Não contribua com a disseminação de fake news. Quem gosta disso é o pai da mentira. [MB]

Leia também: “O diabo é o pai das fake news e dissidentes lhe seguem o exemplo e “Boataria internética”

Anúncios

Pastor Ivan Saraiva é homenageado por sua atuação nas redes sociais

ivan

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte concedeu em sessão solene o título de cidadão norte-riograndense ao pastor Ivan Saraiva, evangelista e apresentador da TV Novo Tempo, por ser referência nacional em evangelização por meio das redes sociais. O pastor Ivan tem mais de 300 mil seguidores no Instagram, mais de 300 mil no YouTube e mais de um milhão no Facebook. “O pastor Ivan é referência nacional na forma de evangelizar a Palavra de Deus pelas redes sociais”, disse o deputado estadual Albert Dickson. Segundo o deputado, a Igreja Adventista, da qual o homenageado é pastor, tem um extenso serviço prestado ao Rio Grande do Norte por meio da ADRA, organização privada, não governamental e sem fins lucrativos que executa projetos de desenvolvimento comunitário e de assistência humanitária em 130 países. A Igreja está presente no Rio Grande do Norte há mais de 40 anos. “Esse é o nosso agradecimento, e o nosso Estado agradece a presença deles aqui”, disse Dickson.

Saraiva é orador do programa “A Voz da Profecia”, no rádio, e apresentador do programa “Está Escrito”, na televisão, e vem cumprindo as palavras de Ellen White, escritas há mais de um século, segundo a qual novos meios de comunicação seriam descobertos e deveriam ser usados na pregação do evangelho; meios antes desconhecidos e que apressariam a disseminação da mensagem de salvação. Na verdade, os pioneiros adventistas sempre estiveram na vanguarda do uso das mídias: os pregadores utilizavam cartazes e pôsteres em suas palestras (imagine se tivessem PowerPoint e Prezi!), investiam dinheiro na publicação de folhetos, revistas e livros, e foram os primeiros, também, a utilizar novas tecnologias como o rádio e a TV.

Interessante que em fevereiro de 2007, Marty Thurber escreveu na revista Ministry a respeito de sua experiência com o uso de um blog: “Quando H. M. S. Richards iniciou seu programa de rádio anos atrás, as pessoas tinham uma pequena ideia do que ele estava fazendo. Alguns imaginavam que ele estava desperdiçando tempo e recursos preciosos. Agourentos predisseram que essa nova forma de pregar o evangelho iria fracassar. Mas veja o que aconteceu! Que revolução a visão de um homem trouxe à pregação do evangelho. Milhões ao redor do mundo […] compreenderam a mensagem de um Salvador amoroso. Pessoas totalmente desconhecidas começaram a falar comigo, quase como se fosse face a face. […] Qualquer um pode parar em seu blog e postar comentários sobre suas ideias. […] Ele pode estar em outra cidade ou em outro continente. Distância não é problema; blogar pode ser descrito como a ‘morte da distância’.”

Parabéns, pastor Ivan, por usar todos os recursos que Deus lhe colocou à mão e anunciar a mensagem de um Salvador que está para voltar! Que seu ministério continue sendo abençoado e abençoando. [MB]

DJ do Racionais MC atribui mudança de vida a livro da CPB

racionaisAos 46 anos e adepto do vegetarianismo há mais de 25, Kleber Simões, mais conhecido como DJ KL Jay, integrante do Racionais MC’s, contou em entrevista recente à revista Rolling Stone Brasil por que abraçou esse estilo de vida e abandonou a dieta cárnea. Leia alguns trechos dessa entrevista:

O veganismo te levou à ideia de um modelo [de tênis] sem materiais de origem animal. Como você aplica esse estilo de vida ao modo como consome moda?

Para mim é muito fácil, porque eu vivo um estilo de vida simples, não preciso de muita coisa para viver bem. E também é sustentável, você está colaborando com o planeta, né? Pelo menos um décimo da população do mundo poderia seguir isso e o planeta ficaria bem melhor. Eu já sou vegetariano há 27 anos. Claro que já deixei de comprar vários tênis lindos porque eram de couro, mas depois a vontade de ter um tênis passa e surgem outras. A gente não vai ficar doente por causa disso.

[Clique aqui e continue lendo a entrevista.]

Está provado: mesmo um drink por dia pode encurtar a vida

alcoolUma nova pesquisa de colaboração internacional descobriu que beber mesmo um único drink por dia pode diminuir sua expectativa de vida. No geral, os cientistas chegaram à conclusão que tomar mais de 100 gramas de álcool por semana, o que equivale a cerca de sete copos de bebida padrão nos Estados Unidos, ou cinco a seis copos de vinho no Reino Unido, aumenta o risco de morte por todas as causas. Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista The Lancet. Os pesquisadores estudaram os hábitos de consumo de álcool de quase 600.000 indivíduos que participaram de 83 estudos em 19 países. Dos participantes, cerca de 50% relataram beber mais de 100 gramas de álcool por semana e 8,4% mais do que 350 gramas por semana. Dados sobre idade, sexo, diabetes, tabagismo e outros fatores relacionados a doenças cardiovasculares também foram analisados.

Comparado a beber menos de 100 gramas de álcool por semana, estima-se que beber de 100 a 200 gramas encurte o tempo de vida de uma pessoa com 40 anos em seis meses. Beber de 200 a 350 gramas por semana pode tirar de um a dois anos de sua vida, e beber mais de 350 gramas por semana pode reduzir sua expectativa em quatro a cinco anos. “A principal mensagem desta pesquisa é que, se você já bebe álcool, beber menos pode ajudá-lo a viver mais e reduzir o risco de várias doenças cardiovasculares”, disse a bioestatística Angela Wood, da Universidade de Cambridge (Reino Unido).

Os cientistas também exploraram a ligação entre a quantidade de álcool consumida e o risco de diferentes tipos de doenças. As pessoas que bebiam mais tinham um risco maior de derrame, insuficiência cardíaca, doença hipertensiva fatal e aneurisma aórtico fatal. No entanto, níveis mais elevados de álcool também foram associados a um menor risco de ataque cardíaco, também chamado de infarto do miocárdio. “O consumo de álcool está associado a um risco ligeiramente menor de ataques cardíacos não fatais, mas isso deve ser equilibrado com o maior risco associado de outras doenças cardiovasculares graves – e potencialmente fatais”, colocou em perspectiva Wood.

Os pesquisadores sugerem que o risco variável de diferentes formas de doença cardiovascular pode estar relacionado ao impacto do álcool sobre a pressão sanguínea e outros fatores ligados aos níveis de HDL, o colesterol “bom”. […]

É difícil estimar com precisão os riscos do álcool para a saúde, mas a grande amostra e o método utilizado na nova análise fazem com que suas descobertas sejam confiáveis e aplicáveis aos países ao redor do mundo, concluiu Tim Chico, professor de medicina cardiovascular e consultor de cardiologia da Universidade de Sheffield.

(CNN, via Hypescience)

Clique aqui e leia mais sobre bebidas alcoólicas.

Mais um fim do mundo é previsto, desta vez para 23 de abril

fim-do-mundo[Meus comentário seguem entre colchetes. – MB.] Uma nova data para o fim do mundo acaba de ser anunciada: 23 de abril, segunda-feira. Essa data foi estipulada com base em uma mistura entre teorias da conspiração requentadas sobre o Planeta X, numerologia e releituras do livro do Apocalipse da Bíblia. O dia 23 de abril faz referência a uma das previsões de apocalipse mais famosas da história, quando William Miller, pregador da Igreja Batista, disse que o mundo acabaria no dia 23 de abril de 1843. Mais tarde ele mudou a data para 22 de outubro de 1844, dia que ficou famoso como “O Grande Desapontamento”, já que Jesus Cristo não apareceu para dar início ao fim. [Como qualquer estudioso da história das religiões – e do milerismo em específico – sabe, Miller e seus amigos calcularam corretamente a data da profecia com base nos livros de Daniel e Apocalipse, mas erraram no entendimento do que aconteceria no dia 22 de outubro de 1844. Assista a este vídeo para ter mais detalhes sobre o assunto.]

A mais recente previsão do fim do mundo foi de David Meade, para 23 de setembro de 2017, quando o alinhamento do Sol com nove estrelas e com os planetas Mercúrio, Vênus e Marte iriam preceder a passagem do Planeta X, que causaria todo tipo de problema geológico, culminando no retorno de Jesus. Nada aconteceu naquela data, e Meade adiou o evento para o final de abril de 2018.

Esta nova previsão é um repeteco da primeira. Segundo ele, Sol, Lua e Júpiter vão se alinhar com a constelação de Virgem, o que ecoa Apocalipse 12:1-2, que se refere a uma “mulher vestida do sol, com a lua debaixo dos seus pés e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. Ela estava grávida e gritava de dor, pois estava para dar à luz” [já mostrei que esse texto nada tem que ver com elucubrações astrológicas. Confira].

“Um pouco da especulação astral de Meade ironicamente faz eco com a previsão original, que vem de tradições antigas judaicas, greco-romanas, entre outras”, diz Allen Kerkeslager, professor de religiões antigas e comparadas da Universidade de St. Joseph (EUA). “Mas o autor de Apocalipse estava errado em sua previsão, então tanto seu livro quanto qualquer outro livro antigo não tem muita relevância ao prever o futuro”, disse ele ao Live Science. [E aqui vemos que o objetivo do inimigo de Deus é alcançado com essas falsas profecias que fazem os “estudiosos” concluírem que a Bíblia não teria razão. Uma pena que eles caiam tão facilmente na tática da cortina de fumaça.]

Meade não é conhecido por sua consistência nas previsões. Júpiter sequer vai estar alinhado com a constelação de Virgem no dia 23 de abril. O planeta estará alinhado com Libra. Na mesma data, o Sol vai se alinhar com a constelação Aries, enquanto a Lua vai se alinhar com a constelação Gêmeos.

(Live Science, via Hypescience)

Nota: Cada vez que uma “profecia” dessas passa e o mundo não acaba, as pessoas ficam ainda mais anestesiadas para as verdadeiras profecias. E isso torna ainda mais difícil a pregação a respeito da volta de Jesus. Por isso, devemos nos caracterizar pelo pensamento coerente, pela pregação lógica, bem fundamentada, sem sensacionalismos, ou, do contrário, o público nos colocará no mesmo saco onde estão “pregadores” como Meade e outros. [MB]

Os cuidados que os pais devem ter com jogos virtuais

video-game-kidCrianças e adolescentes estão cada vez mais interessados em jogos virtuais. Diversos desafios aparecem diariamente na internet, aguçando o interesse dos jovens. Recentemente, uma menina de sete anos morreu após participar de um jogo virtual, no qual o objetivo era inalar o máximo possível de desodorante aerossol. A comoção com o caso fez com que os pais ficassem mais atentos aos desafios publicados na web. De acordo com Maria Lucia Marques, especialista em psicologia escolar, psicopedagogia, jogos, educação e professora do curso de Psicologia da Universidade Univeritas/UNG, “os responsáveis devem acompanhar de perto, não apenas os jogos virtuais, mas todas as atividades que estão envolvidas no “mundo virtual”, pois as mensagens subjetivas na construção do universo psicológico transcendem os espaços virtuais para a percepção do que é real e do que deve ser mantido apenas na esfera da imaginação”, comenta. Diante disso, a especialista explica como perceber e agir frente ao problema.

Como perceber que algo está acontecendo? 

Hoje em dia, é muito comum observar os jovens entretidos com seus celulares, tablets, computadores e outras “ferramentas” de tecnologia. Os pais devem acompanhar de maneira mais próxima essas influências; é importante estarem atentos não apenas às “ferramentas”, mas, sim, aos níveis de mudanças de comportamento e atitudes que esses jovens podem apresentar.

De que forma eles podem procurar ajuda? 

A primeira ajuda deve ser dada pelos próprios pais, no sentido de proporcionarem a conscientização sobre o uso e o alcance dessas tecnologias. Caso tenham dificuldades, é importante buscar profissionais que possam contribuir com esse processo, como psicólogos, orientadores pedagógicos das escolas, entre outros.

Limitar o acesso à internet e rastrear sites acessados seria uma alternativa? 

Este tipo de ação mostra-se como uma das ações que os pais podem utilizar, porém, se estabelece mais como uma ação coercitiva de controle do que a real conscientização do próprio usuário. Dependendo da faixa etária, essa é uma conduta que pode trazer alguns resultados, mas para jovens e adolescentes não representa uma alternativa com grande probabilidade de êxito, pois existem meios de “burlarem” esses controles.

Por que cada vez mais os adolescentes estão se envolvendo em jogos perigosos? 

Exatamente pela dificuldade de entenderem o que é o mundo real e o que é o universo tecnológico. Essa distinção é fundamental na concepção e preparação do sujeito para o “mundo adulto”, e estas novas gerações estão tendo cada vez mais dificuldades para discernir essas relações.

Você acredita que os adolescentes estão cada vez mais tomando decisões negativas em razão da pressão de amigos/colegas? 

Os jovens sempre se mostraram muito vulneráveis às influências de seus “amigos/colegas”, pois ainda estão em processo de formação de identidade e é o exercício com este mundo externo que contribui para a formação de seu mundo interno. Dessa forma, existem muitas variáveis que devem ser consideradas antes de falar que eles estão tomando decisões negativas. Acredito que são decisões imaturas e típicas de quem ainda não consegue diferenciar aquilo que chamamos, anteriormente, de mundo real e mundo virtual, pois ainda estão em processo de formação.

A corrente missionária do bem