Claudia Leitte é hostilizada por citar a Bíblia na TV

claudiaNo mês de março, no programa Encontro com Fátima Bernardes, a cantora Claudia Leitte disse que a mulher veio da costela de Adão, conforme a narrativa bíblica. O assunto em debate era “gênero e profissões” e os convidados defendiam o ponto de vista do feminismo contemporâneo. A cantora levou a discussão para outro rumo ao perguntar: “Geneticamente, a gente não é, como mulher, relacionada ao trabalho braçal, força bruta. A gente não é mais sensível?” E prosseguiu: “Historicamente, a gente veio da costela de Adão. Mas a costela de Adão protege os órgãos, a costela sustenta. Então é uma função que não desmerece a gente, muito pelo contrário, coloca a gente na condição de quem suporta e apoia. A gente não é mais sensível, os hormônios não fazem a gente ficar mais sensível?”

A pergunta claramente gerou desconforto na apresentadora e nos convidados. E a menção à Bíblia foi suficiente para produzir uma enxurrada de comentários jocosos nas redes sociais. “Burra” e “retardada” foram alguns adjetivos usados contra Claudia, sempre acompanhados de palavrões usados por internautas cuja mente foi dominada pelo marxismo cultural e pela militância feminista.

Claudia percebeu mesmo sem querer algo que vai se intensificar cada vez mais: a oposição ao criacionismo e à visão bíblica quanto à origem da humanidade e dos sexos, que, no caso, genética e biblicamente são apenas dois. Assuntos ligados ao espiritualismo, à bruxaria, ao evolucionismo e à ideologia de gênero são tratados numa boa nas TVs públicas e nos canais por assinatura, bem como nos filmes e nas séries e novelas, mas, quando se trata de Bíblia e especificamente da visão criacionista, os críticos e opositores de plantão se levantam raivosamente para combater o que eles não compreendem mas se apressam a classificar como fundamentalismo e estreiteza mental.

Depois desse incidente, Claudia gravou um vídeo para denunciar o que ela chama de patrulha ideológica e falta de liberdade de expressão. Ela diz que esse comportamento intolerante “beira a opressão.” É isso mesmo, Cláudia, a liberdade existe, desde que você pense como a maioria e não ouse desafiar o pensamento majoritariamente defendido pela grande mídia anticristã. E fique sabendo que dias piores virão.

Michelson Borges

Anúncios

A Era do Gelo e os supostos milhões de anos

O despertar de um criacionista

Por que só falo em volta de Jesus e criacionismo?

Jesus criaçãoRecentemente recebi um e-mail em que a pessoa me perguntava por que só falo em volta de Jesus e criacionismo. Quem lê o que escrevo em meus blogs e assiste aos vídeos que posto em meu canal sabe que falo sobre muitos outros assuntos, além da segunda vinda de Cristo, de profecias e criacionismo. Mas devo admitir que esses dois temas atraem minha atenção de modo especial há mais de vinte anos, desde que entreguei minha vida a Jesus, meu Criador e Salvador, e me tornei adventista do sétimo dia. Aliás, se você prestou atenção, o nome da “minha” igreja já expressa resumidamente aquilo em que creio e reflete exatamente meus temas prediletos.

[Continue lendo.]

Parabéns, terraplanistas brasileiros! Vocês conseguiram!

terraplana“Globalista, Terraplanista ou neutro?” “Você consegue provar que a Terra é um globo, uma bola?” “Você tem conhecimento de que o Sol e a Lua estão próximos da nossa Terra e ‘dentro’ da nossa atmosfera (ou no firmamento) e são menores, bem menores que a Terra?” É com perguntas como essas que grupos brasileiros de “terraplanistas” – pessoas que acreditam que a Terra é plana – no Facebook avaliam a solicitação de entrada de um novo membro no fórum virtual. Na rede social, há pelo menos 30 grupos do tipo em português. Há também diversas páginas sobre o tema no Facebook – a maior delas, “A Terra é plana”, tem mais de 77 mil membros. Os terraplanistas também estão no YouTube, com vários canais dedicados a mostrar experimentos e discutir o que chamam de “falácias” dos “globalistas” – e versões alternativas para a explicação de fenômenos como fusos horários, estações e eclipses.

[Continue lendo.]

Criacionismo, design inteligente e outras coisas

Interior de São Paulo já foi coberto pelo mar

mar iratiUm levantamento realizado por pesquisadores de sete universidades brasileiras e portuguesas apontou que há 260 milhões de anos [segundo a cronologia evolucionista] o interior de São Paulo era coberto por água. O chamado “mar de Irati” tinha um milhão de quilômetros quadrados e acabou secando após uma série de mudanças geológicas. Entretanto, fósseis de animais marinhos e vestígios de algas ainda podem ser encontrados em algumas regiões, como no município de Santa Rosa de Viterbo (SP), a 300 quilômetros da capital paulista, onde ficava uma das praias de águas limpas, claras, rasas e quentes, como descreve o estudo. As primeiras descobertas ocorreram na década de 1970, durante os trabalhos de escavação em uma mina de calcário que, mais tarde, se tornou um sítio arqueológico. Agora, as informações foram reunidas em um inventário geológico, publicado na revista científica GeoHeritage. O documento é assinado por geocientistas da Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal de São Carlos (UFScar), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Instituto Florestal e Instituto Geológico de São Paulo.

[Continue lendo.]