Mitologia, ufologia e evolucionismo: vêm aí os Eternos da Marvel

eternos1Depois de levar às telas dos cinemas e das casas os personagens mais famosos dos quadrinhos, como Capitão América, Hulk, Homem de Ferro, Thor e Homem-Aranha, agora é a vez de a Disney (dona da Marvel) trazer ao conhecimento do grande público figuras antes basicamente só conhecidas pelos fãs de HQs: os Eternos. Assim começamos a ter mais claro todo o pano de fundo mitológico e evolucionista criado por Stan Lee e, no caso dos Eternos, por Jack Kirby. Basicamente, a ideia é que há um milhão de anos seres extraterrestres megapoderosos chamados Celestiais teriam feito sua primeira visita à Terra e realizado experiências genéticas com a “espécie mais evoluída do planeta”. Como resultado disso, surgiram três novas raças: os humanos comuns, os deviantes (seres agressivos e de genética instável) e os eternos (semelhantes aos humanos, mas superpoderosos e praticamente imortais. Experiências semelhantes foram feitas pelos Celestiais em outros mundos, dando origem às várias raças alienígenas do universo Marvel, como os skrulls e os kree.

Segundo a mitologia da Marvel, mais de 700 mil anos atrás houve uma guerra entre duas facções dos eternos e uma delas foi expulsa para o espaço, onde estabeleceu colônias em Urano e, depois, Titã (nessa lua de Saturno nasceu Thanos, o arquivilão dos dois últimos filmes dos Vingadores). Os eternos que ficaram na Terra acabaram sendo tratados como divindades por várias civilizações e grupos humanos.

Entre os eternos mais famosos estão o guerreiro Ikaris, da cidade de Polaria (atual Sibéria), com mais de 20 mil anos de idade, e Sersi, também conhecida como a bruxa Circe da Grécia clássica. Ela foi companheira do mago Merlim, na época do reinado de Arthur, e integrante dos Vingadores por algum tempo. Tudo indica que Sersi será interpretada no cinema por Angelina Jolie, o que ajudará a dar ainda mais visibilidade ao filme.

eternos2

Os Eternos serão mais uma produção cinematográfica a impulsionar ideias como a teoria da evolução, o neopaganismo e o contato com extraterrestres, sendo o Deus bíblico uma figura sempre totalmente ausente.

Michelson Borges

Anúncios

2019: falsa profecia, cortina de fumaça ou as duas coisas?

chicoSites e blogs espíritas estão recordando que há 50 anos o famoso médium brasileiro Chico Xavier fez uma previsão relacionada com o ano 2019. Segundo ele, as tais revelações teriam sido dadas pelo próprio “Cristo” e traziam o aviso de que, se a humanidade não conseguisse estabelecer a paz nesse período, haveria uma terceira guerra mundial que desencadearia a ira de Deus. Desastres naturais como terremotos, erupções vulcânicas e tsunamis destruiriam cidades inteiras. Por outro lado, se não houver guerra nesse meio século de teste, os seres humanos serão recompensados de várias formas. A cura de várias doenças seria possível por meio de pesquisas e milagres “divinos”. Mas o ápice dessa “nova era de paz” será o momento do contato com extraterrestres mais avançados do que nós e que nos ajudarão a “evoluir mais”. Finalmente a humanidade estaria preparada para integrar a família universal. E tudo depende de nós.

Em uma entrevista concedida à Folha Espírita (edição n° 439) e reproduzida no site O Segredo, Ge­raldo Lemos Neto, fun­dador da Casa de Chico Xa­vier, cita as palavras do médium que teriam sido ditas a ele: “Nosso Se­nhor de­li­berou con­ceder uma mo­ra­tória de 50 anos à so­ci­e­dade ter­rena, a ini­ciar-se em 20 de julho de 1969, e, por­tanto, a findar-se em julho de 2019.” Embora alguns espíritas levantem dúvidas sobre essa profecia, o fato é que Geraldo tinha um relacionamento muito próximo com o médium brasileiro.

Geraldo per­guntou a Chico a que avanços ele se re­feria. O médium res­pondeu: “Nós al­can­ça­remos a so­lução para todos os pro­blemas de ordem so­cial, como a so­lução para a po­breza e a fome que es­tarão ex­tintas; te­remos a des­co­berta da cura de todas as do­enças do corpo fí­sico pela ma­ni­pu­lação ge­né­tica nos avanços da me­di­cina; o homem ter­restre terá amplo e total acesso à in­for­mação e à cul­tura, que se fará mais ge­ne­ra­li­zada; também os nossos ir­mãos de ou­tros pla­netas mais evo­luídos terão a per­missão ex­pressa de Jesus para se nos apre­sen­tarem aber­ta­mente, co­la­bo­rando co­nosco e ofe­re­cendo-nos tec­no­lo­gias novas, até então ini­ma­gi­ná­veis ao nosso atual es­tágio de de­sen­vol­vi­mento ci­en­tí­fico; ha­ve­remos de fa­bricar apa­re­lhos que nos fa­ci­li­tarão o con­tato com as es­feras de­sen­car­nadas, pos­si­bi­li­tando a nossa sau­dosa con­versa com os entes que­ridos que já par­tiram para o além-tú­mulo; enfim es­ta­ríamos di­ante de um mundo novo, uma nova Terra, uma glo­riosa fase de es­pi­ri­tu­a­li­zação e be­leza para os des­tinos de nosso pla­neta.”

2012No livro Não Será 2012, Geraldo publicou em 2011 uma coletânea de diversos artigos de Chico Xavier e foi contra a onda apocalíptica da época, alimentada pela famosa pedra maia e pelo filme “2012”. A intenção de Geraldo com o livro foi divulgar a data limite do chamado Velho Mundo e destacar que o “tempo de graça” começou com a chegada do homem à Lua e se estende por mais 50 anos, chegando ao fim em julho deste ano de 2019.

Embora, conforme eu já disse, haja espíritas que não levam muito a sério essa “profecia”, não deixa de chamar a atenção dos estudantes da Bíblia e dos livros de Ellen White o fato de que, realmente, à medida que o fim se aproxima e o Espírito Santo vai sendo retirado da Terra, mais e mais catástrofes assolarão o planeta. Desgraças levarão os seres humanos amedrontados a clamar por paz e união. Nesse cenário ideal, a manifestação de Satanás como um ser majestoso, o “ato culminante de engano”, como escreveu a Sra. White no livro O Grande Conflito, terá o efeito desejado, afinal, as pessoas anseiam por uma solução de “fora”, definitiva, que traga paz. Ela fala também da aparição de anjos que imitarão a aparência de pessoas falecidas. Ou seja, o engano será quase irresistível para aqueles que não fortaleceram a fé pelo estudo da Bíblia Sagrada.

Nos anos 1980, o ex-satanista convertido ao adventismo Roger Morneau, autor do best-seller Viagem ao Sobrenatural, já falava dos enganos satânicos envolvendo os ditos extraterrestres. Astrônomos do observatório do Vaticano acreditam que algum dia faremos contato. Cientistas ateus como Carl Sagan, Stephen Hawking e muitos outros tiveram e têm a mesma crença. E mais recentemente outros médiuns e escritores têm dado o mesmo recado e convidado as pessoas a se prepararem para esse grande clímax da história humana. (Clique aqui e assista à entrevista concedida por Jan Val Ellan a Jô Soares, e note os muitos recados que ele dá em poucos minutos.)

Reencarnação, extraterrestres e volta de Jesus, tudo em um único “pacote”. Finalmente, o ser que vem manipulando esses assuntos há muitos anos está orquestrando a convergência deles a fim de enganar o maior número de pessoas possível. E o que deve fazer o povo que se chama pelo nome de Deus? Despertar de seu sono e advertir o mundo de que Jesus virá de fato, mas não em um disco voador para salvar a humanidade de suas mazelas. Ele virá com Seus anjos para buscar aqueles que aceitaram Seu plano de salvação e se prepararam para esse encontro mantendo comunhão com Ele por meio da oração e do estudo sério de Sua Palavra.

O destino da humanidade não está em nossas mãos, está nas mãos dAquele que morreu por nós e prometeu voltar. Jesus não pisará na Terra desta vez; nós O encontraremos no ar e seremos levados para o lar. A data da volta do nosso Senhor também não nos foi revelada. O diabo é que gosta de marcar data após data, levantar cortinas de fumaça e levar as pessoas ao desânimo e à descrença, quando o evento anunciado não acontece. Por isso, conte a todas as pessoas o que diz a verdadeira profecia revelada por Jesus, na Bíblia. Elas precisam saber disso para tomar uma decisão.

Michelson Borges

Cientistas detectam sinais de rádio vindos do espaço

radiotelescopeSerá que estamos mesmo sozinhos? Foram detectados sinais de rádio no espaço com origem ainda desconhecida. E eles não têm origem humana, alegam os autores da descoberta, feita a partir do telescópio Molonglo. A informação foi confirmada por uma equipe de cientistas australianos e depressa levou aos rumores de que as ondas de rádio poderiam ter sido enviadas por extraterrestres, conta o The Telegraph. Manish Caleb, pesquisador da Universidade de Swinburne, admitiu que a grande prioridade é descobrir de onde é que as ondas vieram. Devido às caraterísticas do telescópio, temos 100% de certeza de que as ondas [de rádio] vieram do espaço. Descobrir de onde vieram é a chave para entender quem as provocou”, explicou Caleb. Com uma capacidade de abrangência de cerca de 59 quilômetros, com um amplo campo de visão e ao contrário dos telescópios convencionais, Molonglo consegue detectar simultaneamente múltiplos sinais de luz no céu, uma caraterística que permitiu aos astrônomos distinguir os sinais locais dos cósmicos. No entanto, ainda há aspectos que planejam melhorar, como as configurações para identificar a origem dos sinais de rádio.

Só uma explosão não é suficiente para se conseguir associar a uma galáxia em específico. Esperamos que Molonglo possa estar apto para detectar muitas mais”, revelou ainda o pesquisador.

Mas não é a primeira vez que um episódio semelhante acontece. Em 2007 foram detectadas ondas de rádio misteriosas, através do telescópio Parkes, na Austrália, o que não tardou a gerar especulações. A explicação de que os sinais poderiam ser causados pela interferência com outros sinais no planeta Terra ganhou força, especialmente no ano de 1998, quando se chegou à conclusão de que um conjunto de sinais semelhantes, identificados também pelo Parkes, foram provocados por um micro-ondas numa cozinha das imediações [confira aqui].

(Observador)

Nota: A vontade de encontrar evidências de vida inteligente fora da Terra é grande, e a crença de que isso possa acontecer um dia envolve muita gente, inclusive cientistas que se dizem descrentes. Assista ao vídeo abaixo para entender as implicações dessa “onda”. [MB]